Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P D Luz

A orla marítima de São Sebastião, a cidade mais antiga do litoral norte de São Paulo

Como a cidade mais antiga do litoral norte de São Paulo, São Sebastião era habitada por índios Tupinambás e Tupiniquins antes da colonização portuguesa que aconteceu no início da história do Brasil, após a divisão do território em Capitanias Hereditárias. Foi encontrada por Américo Vespúcio em 1502 quando passava pela região.

São Sebastião, a cidade mais antiga do litoral norte de São Paulo

Na nossa última viagem a esse litoral no inverno de 2017, demos um giro rápido pela cidade parando na orla marítima defronte à Ilhabela separada pelo canal de São Sebastião . Ventava e fazia um friozinho com leve garoa ocasionalmente.

Porto de São Sebastião recebe investimentos para melhorar a sua capacidade de operação.

Podia-se avistar navios cargueiros ancorados e o porto que está a receber investimentos para aumentar a sua capacidade de operação. A reforma deve durar até 2035, conforme informações. No canal fica o oleoduto da maior unidade da Transpetro (a subsidiária da Petrobras responsável pelo transporte de petróleo e demais combustíveis), responsável por 80% do combustível exportado pelo país.

Separada pelo canal de São Sebastião e ligada por balsas está a Ilhabela ou Ilha de São Sebastião.

O município de Ilhabela no qual está inserido a Ilha de São Sebastião toda exuberante e misteriosa, ligada apenas por balsas e embarcações, vive a sua riqueza com os royalties do pré-sal permitindo a prefeitura realizar várias obras de melhoria da infraestrutura da ilha.

O centro histórico de São Sebastião

Além de 36 praias, a cidade de São Sebastião tem o centro da cidade dividido em duas partes: uma, antiga, o centro histórico, em torno da Igreja matriz, cheia de casas do Brasil Colonial, que hoje abrigam bares, restaurantes, hotéis e repartições públicas. A outra parte, moderna, localiza-se próxima ao mar, num aterro. É um dos principais pontos de encontro dos moradores da cidade, tendo como principal logradouro a Rua da Praia, onde está localizada a pista de skate da cidade, que tinha sido considerada a maior do Brasil, com 7.000 m², além do teatro municipal. Há também muitas sorveterias, restaurantes, bares, feiras de artesanato e uma grande praça.

*Fontes de consulta e/ou reprodução parcial de textos: Wikipédia, site da Prefeitura Municipal de São Sebastião e jornal O Estado de São Paulo

(Fotografia e edição por/photos by Rogério P D Luz)

A grande praça junto ao centro histórico

A grande praça tem feira de artesanato

A grande praça

Dá para passar horas sentado apreciando a paisagem. Dá uma sensação de paz e de tranquilidade.

Lazer no Canal de São Sebastião

Separada pelo canal de São Sebastião e ligada por balsas está Ilhabela ou Ilha de São Sebastião.

Ôpa vai cair e caiu no mar!

 

2 comentários em “A orla marítima de São Sebastião, a cidade mais antiga do litoral norte de São Paulo

  1. Pedro Paulo Romano
    11/05/2019

    Gostaria de me estabelecer em São Sebastião, como vejo imóveis para aluguel?

    • Olá Pedro Paulo, fui passear em São Sebastião como turista por umas horas. Sugiro pesquisar em sites de imóveis para alugar, como a SP OLX ou a ZAPImoveis cujos endereços pode localizar nos sites de pesquisa como a Google.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 1.126.552 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Blog do Projecto Memória Macaense

A estátua Ferreira do Amaral no aniversário da Tomada de Passaleão em 1951

A estátua Ferreira do Amaral no aniversário da Tomada de Passaleão em 1951

A foto da estátua Ferreira do Amaral, em Macau, foi objeto de indagação feita ao autor deste blog por MJ Raydor no Facebook, que queria saber da sua história. Por desconhecê-la, coube ao Carlos Dias dar a resposta abaixo com publicação de uma imagem: “Tratava-se da Comissão Organizadora das comemorações de 102º. aniversário da Tomada […]

Em Macau, celebração diferente do 13 de Maio Dia de Nossa Senhora de Fátima em 2020 devido à pandemia

Em Macau, celebração diferente do 13 de Maio Dia de Nossa Senhora de Fátima em 2020 devido à pandemia

Por medidas de precaução em função da pandemia do novo coronavírus Covid-19, a celebração do Dia de Nossa Senhora de Fátima, no dia 13 de Maio, foi diferente no mundo todo. Até que em Macau a celebração contou com a participação limitada de fiéis na missa realizada na Igreja de São Domingos, mais que no Santuário […]

Por detrás da foto oficial do Encontro das Comunidades Macaenses Macau 2019

Por detrás da foto oficial do Encontro das Comunidades Macaenses Macau 2019

A sessão fotográfica nas Ruínas de São Paulo é tradição já há vários Encontros das Comunidades Macaenses, e não foi exceção na edição Macau 2019. Aconteceu no dia 26 de Novembro, uma terça-feira, por volta das 16 horas. Ao que parece, uma tradição chinesa em Macau, a foto oficial reuniu os participantes do Encontro de […]

%d blogueiros gostam disto: