Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P D Luz

Festival da Lua, ou, Festival de Meio do Outono, uma festa chinesa

Feliz Festival de Meio do Outono ou feliz Festival da Lua

Feliz Festival de Meio do Outono ou feliz Festival da Lua

Em inglês Mid-Autumm Festival (Festival de Meio do Outono), ou em português mais conhecido como Festival da Lua ((chinês tradicional: 中秋節; chinês simples: 中秋节; pinyin: Zhōngqiūjié; taiwanês: Tiong Chhiu; cantonês: dzong1 tsau1; coreano: Ch’usǒk ou Chuseok, 추석/秋夕; japonês: Tsukimi, 月見/つきみ; vietnamita: Tết Trung Thu;),  é comemorado neste ano de 2013 na China, entre os dias 19 e 21 de Setembro.  A data cai todo ano no 15º dia do oitavo mês do calendário lunar chinês, que é diferente do ocidental,  e é a segunda maior festa na China, depois do Ano Novo chinês ou Festival da Primavera.

Feliz Festival de Meio de Outono, ou feliz Festival da Lua

Feliz Festival de Meio de Outono, ou feliz Festival da Lua

Dá-se o nome em inglês pois sempre ocorre no meio da estação de Outono. Também é conhecido como Festival da Lua pelo fato de, nesta época do ano na China, a lua é redonda e brilhante, ou seja, a lua cheia é mais bonita pelas condições atmosféricas.  Em 2017, devido ao calendário móvel chinês, o festival é comemorado do dia 4 a 6 de Outubro.

O Festival de Meio do Outono está ligado a um tradicional costume de cerimônias de oferendas à lua.  Os antigos chineses observavam que o movimento da lua tinha uma estreita relação com as mudanças das estações do ano e da produção agrícola. Assim, para expressar seus agradecimentos à lua e celebrar a colheita, eles faziam uma oferenda para a lua em dias de Outono.

No dia do festival, os membros da família se reúnem para fazer estas oferendas, apreciar a lua cheia e brilhante, comer bolos lunares, além de passear pelas ruas com lanternas iluminadas, ou brincar com fogos de artifício.  As reuniões se não acontecem nas suas residências, ocorrem ao ar livre à noite para apreciar a lua, sempre num clima bem festivo como num piquenique.  As cidades ficam decoradas com bonecos, lanternas etc. conforme poderão ver nas fotos publicadas.

Devido à forte diáspora chinesa, o festival é comemorado no mundo inteiro.

(fonte/source: China Travel Guide – textos e imagens/text and images)

Bolo Lunar

Bolo Lunar

Bolo lunar ou Torta da Lua (chinês simples: 月饼, chinês tradicional: 月餅, pinyin: yuèbĭng) é um pequeno bolinho chinês, tradicionalmente comido durante o Festival de Meio do Outono (ou Festival da Lua), mas também é comido em outras épocas do ano. Tortas da Lua típicas são ou redondas ou retangulares, medindo em torno de 10 cm de diâmetro e 4 a 5 cm de espessura. Têm uma casca relativamente fina (entre 2 e 3 mm), que envolve um recheio pastoso. São tipicamente pesadas, se comparados com a maioria dos bolos orientais. Normalmente, são comidas em pequenas quantidades, acompanhados de chá chinês. (Wikipedia)

* Em São Paulo, nas mercearias chinesas no bairro da Liberdade, pode-se comprar bolos lunares e outros doces e petiscos chineses relativos a este festival.

Festival da Lua Mid-Autumn_Festival.6

enfeites do festival na China (Wikipedia)

enfeites do festival na China (Wikipedia)

enfeites em Beijing

enfeites em Beijing (Wikipedia)

2 comentários em “Festival da Lua, ou, Festival de Meio do Outono, uma festa chinesa

  1. Henrique Manhao
    09/10/2017

    Caro Rogerio. Nao sei por que razao o MId -Autumn festival era conhecido entre os macaenses doutrora a Festa do Bolo Bater o Pau

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 1.074.679 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Blog do Projecto Memória Macaense

Missa e Te-Deum no Encontro das Comunidades Macaenses-Macau 2019

Missa e Te-Deum no Encontro das Comunidades Macaenses-Macau 2019

Como já vem acontecendo nos Encontros das Comunidades Macaenses realizadas em Macau, o programa de 2019 incluía uma missa e Te-Deum na Sé Catedral que foi celebrada no dia 26 de Novembro às 18:00 horas pelo Bispo de Macau, D. Stephen Lee Bun-sang. Uma celebração religiosa e ação de graças para agradecer por mais uma […]

O hotel em Macau que é uma galeria de arte

O hotel em Macau que é uma galeria de arte

O Hotel Casino (Cassino) Lisboa, de Macau, inaugurado em 3 de Fevereiro de 1970, seis anos após o início das obras em 1964, o primeiro dos tempos modernos do outrora território português na China por cerca de 440 anos, e devolvido para a China em 1999, é por excelência uma galeria de arte com peças […]

Num período de 52 anos, três encontros de amigos macaenses

Num período de 52 anos, três encontros de amigos macaenses

O macaense Carlos Cordeiro, hoje residente no Canadá, enviou ao autor deste blog, três fotos que espelham bem o convívio dele com dois amigos macaenses: Fernando Placé e José (Zé) Cabral, num período de 52 anos, de 1967 a 2019. Interessante ver o cuidado de fotografar o momento na mesma posição da foto original de […]

%d blogueiros gostam disto: