Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P. D. Luz,

(1) Corrida: Le Mans 6 Horas de São Paulo 2013 – categorias LMP1 e LMP2

Audi R18 e-tron quattro nº 1, primeiro colocado na classificação geral. Pilotos: André LOTTERER, Benoit TRÉLUYER, Marcel FÄSSLER

Audi R18 e-tron quattro nº 1, primeiro colocado na classificação geral. Pilotos: André LOTTERER, Benoit TRÉLUYER, Marcel FÄSSLER

No domingo passado, 01/Setembro!2013, realizou-se no autódromo de Interlagos, a 2ª edição das 6 Horas de São Paulo da série Le Mans do campeonato mundial da FIA WEC (Federação Internacional de Automobilismo – World Endurance Championship/Campeonato Mundial de corridas de longa duração ou de resistência).  Integra este campeonato a tradicional corrida das 24 Horas de Le Mans.

No ano passado, o 1º lugar na classificação geral coube à equipe Toyota com o modelo híbrido, porém neste ano, os dois carros da Audi, também híbridos, dominaram os treinos classificatórios e as duas primeiras posições no final da competição.  O Toyota TS030 – Hybrid, que poderia oferecer alguma ameaça à liderança dos Audis, foi tirado da corrida pelo Lotus T128 nº 31 logo no início da prova.  Uma pena!

Para registrar esta corrida neste blog, nesta postagem publico fotos legendadas que tirei nos três dias do evento e os informes à imprensa (press-release) da Dinho Leme Comunicações, de longa tradição no automobilismo brasileiro e internacional, com relato da corrida dos carros das categorias LMP1 e LMP2.  Nesta outra postagem (clicar aqui para ver), falo da mesma corrida, porém dos carros das categorias LMGTE3 Pro e LMGTE Am:

Protótipos da LMP1: Estes são os carros que lutam pela vitória geral. Protótipos com dois lugares, fechados, que são projetados exclusivamente para a competição. Existem equipes de fábrica inscritas por grandes fabricantes (Audi, Toyota), mas também por equipes privadas (Rebellion Racing, Strakka).

Protótipos da LMP2: Como na LMP1, esta classe foi projetada para protótipos, sejam abertos ou fechados, mas projetados para competição. Duas características técnicas diferentes; os carros da LMP2 são menos potentes e os motores derivados de unidades de carros em produção. O grid é constituído principalmente por equipes privadas, misturando os pilotos profissionais e gentlemen drivers.

LMGTE Pro: Esta categoria é reservada para carros de rua (duas portas, dois assentos ou 2+2) adaptados para corrida, e comercializados por um fabricante reconhecido pela Comissão de Resistência da FIA e apenas com pilotos profissionais.

LMGTE Am: A categoria LMGTE Am é também restrita a carros de um ano de idade, ou Regulamentos técnicos correspondentes de anos anteriores, e o grid possui pilotos profissionais e gentlemen drivers.

Audi R18 e-tron quattro nº 2, 2º colocado na classificação geal. Pilotos:  Tom KRISTENSEN, Loïc DUVAL, Allan McNISH

Audi R18 e-tron quattro nº 2, segundo colocado na classificação geal. Pilotos: Tom KRISTENSEN, Loïc DUVAL, Allan McNISH

A largada lançada, com carros em movimento

A largada lançada, com carros em movimento

(fotografias de/photos by Rogério P.D. Luz)

Audi de Lotterer, Tréluyer e Fässler vence Le Mans 6 Horas de São Paulo

por Dinho Leme Comunicação -Telefone: (11) 3045-0836 – Informe 7804 | 02/09/2013

Com ritmo forte, trio do carro número 1 contou com problemas dos concorrentes para vencer a prova. Na LMP2, o time da G-Drive Racing foi o vencedor.

O Audi R18 e-tron quattro pilotado pelo trio formado por André Lotterer, Benoit Tréluyer e Marcel Fässler venceu na tarde deste domingo (1º) a segunda edição da Le Mans 6 Horas de São Paulo, válida pelo Campeonato Mundial de Endurance – FIA WEC, disputada no autódromo de Interlagos, na capital paulista.

Além de imprimir um ritmo forte ao longo de toda a corrida, o trio do carro número 1 da equipe das quatro argolas viu seus concorrentes enfrentarem problemas ao longo das seis horas de corrida e teve facilidade para vencer a prova, completando 235 voltas. A segunda colocação ficou com o outro Audi, pilotado por Tom Kristensen, Loic Duval e Allan McNish, que tiveram problemas em uma das paradas de box, quando a roda dianteira direita se soltou do carro e parou em cima do carro, e também com um Stop and Go por excesso de velocidade no pit lane.

O terceiro lugar foi do Lola B12/60 Coupé-Toyota da Rebellion Racing, pilotado por Nicolas Prost, Nick Heidfeld e Mathias Beche, que chegaram com cinco voltas de desvantagem para os vencedores. O Toyota TS030 – Hybrid, principal rival da Audi em Interlagos, se envolveu em um acidente ainda na primeira hora de corrida, após tentar uma ultrapassagem sobre um retardatário, que perdeu o controle do carro, terminando com a prova do vencedor de 2012.

“Com certeza estamos muito felizes, da metade para o final conseguimos alguma vantagem. Conseguimos ganhar a posição dos nossos companheiros no box, depois o Toyota teve um acidente e como nossa corrida foi sem problemas, conseguimos administrar o ritmo e vencer. Só fiquei chateado com a largada, pois não consegui ver as luzes de largada e acabei ficando para trás”, disse Fässler após a corrida.

Lotterer destacou que os dois Audis e o protótipo da Toyota apresentaram desempenhos semelhantes ao longo do final de semana, e comemorou a vitória. “Não estávamos superiores aos nossos companheiros, durante todo o final de semana estivemos próximos, inclusive com o carro da Toyota. Foi bom, conseguimos fazer dois trechos sem trocas de pneus e de pilotos, então acho que o carro se comportou bem, sem problemas, chegamos onde queríamos”, disse.

“Estamos aqui para ganhar corridas, então o nosso dia foi completo. Aceleramos o quanto pudemos e com o grande trabalho dos meus companheiros, eu evitei contato com outros carros e acelerei fundo para conseguirmos os pontos que nos deixam mais perto no campeonato”, concluiu Tréluyer.

Pela categoria LMP2, a vitória ficou com o Oreca 03-Nissan da G-Drive Racing, pilotado por Roman Rusinov, John Martin e Mike Conway. Os segundos colocados foram Bertrand Baguette, Ricardo Gonzalez e Martin Plowman, que chegaram uma volta atrás dos vencedores com um Morgan-Nissan da OAK Racing.

O grupo dos três melhores foi fechado por outro Oreca 03-Nissan, este, preparado pela Pecom Racing e pilotado por Luis Perez Companc, Nicolas Minassian e Pierre Kaffer. “Foi bom, no começo consegui abrir bastante no tráfego, depois que parei troquei os pneus e consegui abrir mais. Foi um bom final de semana, uma boa corrida e conseguimos conquistar nosso objetivo”, disse Conway após a corrida.

“Para mim foi muito importante o trabalho do Mike para abrir a diferença, porque peguei o carro com algo entre 10 e 20 segundos e foi o que ele fez. Conseguimos fazer dois trechos com o mesmo jogo de pneus, então foi ótimo”, comentou Rusinov. “O resultado foi excelente, fizemos o que queríamos, diminuímos a distância no campeonato, mas ainda temos que lutar muito para conseguir o título”, completou John Martin.

A próxima etapa do Campeonato Mundial de Endurance – FIA WEC será a 6 Horas de Austin, que acontece entre os dias 20 e 22 de setembro, no Circuit of the Americas, nos Estados Unidos.

Veja a classificação final das categorias LMP1 e LMP2 da Le Mans 6 Horas de São Paulo:

LMP1:

1- André Lotterer/Benoit Treluyer/Marcel Fässler (Audi R18 e-tron quattro/LMP1) – 235 voltas

2- Tom Kristensen/Loic Duval/Allan McNish (Audi R18 e-tron quattro/LMP1) – a 3 voltas

3- Nicolas Prost/Nick Heidfeld/Mathias Beche (Rebellion Racing-Lola B12/60 Coupé-Toyota/LMP1) – a 4 voltas

4- Anthony Davidson/Sébastien Buemi/Stephane Sarrazin (Toyota TS030/LMP1) – a 210 voltas

LMP2

1- Roman Rusinov/John Martin/Mike Conway (G-Drive Racing/Oreca 03-Nissan/LMP2) – 222 voltas

2- Bertrand Baguette/Ricardo Gonzalez/Martin Plowman (OAK Racing/Morgan-Nissan/LMP2) – a 1 volta

3- Luis Perez Companc/Nicolas Minassian/Pierre Kaffer (Pecom Racing/Oreca 03-Nissan/LMP2) – a 1 volta

4- Christian Zugel/Gunnar Jeannette/Bjorn Wiedheim (Greaves Motorsport/Zytek Z11SN-Nissan/LMP2) – a 5 voltas

5- Jaques Nicolet/Jean-Marc Merlin/Keiko Ihara (OAK Racing/Morgan-Nissan/LMP2) – a 8 voltas

6- Olivier Pla/David Heinemeier Hansson/Alex Brundle (OAK Racing/Morgan-Nissan/LMP2) – a 10 voltas

7- Tom Graves/James Walker/Robbie Kerr (Delta-ADR/Oreca 03-Nissan/LMP2) – a 164 voltas

8- Kevin Weeda/Christophe Bouchut (Lotus T128/LMP2) – a 175 voltas

9- Thomas Holzer/Dominik Kraihamer/Jan Charouz (Lotus

Momentos antes do acidente envolvendo o Lotua T128 (frente) e o Toyota híbrido, que tirou ambos da prova

Momentos antes do acidente envolvendo o Lotus T128 da MP2 (frente) e o Toyota híbrido da LMP1 (atrás) que ia dar um volta em cia deste nº 32, que tirou ambos da prova.

3º colocado na LMP1: Lola B12/60 Coupé - Toyota, pilotos:  Nicolas PROST, Nick HEIDFELD, Mathias BECHE.  Era evidente a inferioridade de potência do equipamento em relação aos Audis.

3º colocado na LMP1: Lola B12/60 Coupé – Toyota, pilotos: Nicolas PROST, Nick HEIDFELD, Mathias BECHE. Era evidente a inferioridade de potência do equipamento em relação aos Audis.

1º colocado na categoria LMP2: Oreca 03 - Nissan com os pilotos: Roman RUSINOV, John MARTIN, Mike CONWAY

1º colocado na categoria LMP2: Oreca 03 – Nissan com os pilotos: Roman RUSINOV, John MARTIN, Mike CONWAY

2º colocado no LMP2: Morgan-Nissan com os pilotos: Bertrand BAGUETTE, Ricardo GONZALEZ, Martin PLOWMAN

2º colocado no LMP2: Morgan-Nissan com os pilotos: Bertrand BAGUETTE, Ricardo GONZALEZ, Martin PLOWMAN

 Oreca 03 - Nissan da LMP2, 3º colocado. Pilotos:  Luis PEREZ COMPANC, Nicolas MINASSIAN, Pierre KAFFER

Oreca 03 – Nissan da LMP2, 3º colocado. Pilotos: Luis PEREZ COMPANC, Nicolas MINASSIAN, Pierre KAFFER

Acidente do Toyota provocou a entrada do pace-car por várias voltas

Acidente do Toyota provocou a entrada do pace-car por várias voltas

Pintura espalhafatosa do carro nº 45, um Morgan-Nissan dos pilotos: Jacques NICOLET, Jean-Marc MERLIN, Keiko IHARA. 5º colocado na LMP2

Pintura espalhafatosa do carro nº 45, um Morgan-Nissan dos pilotos: Jacques NICOLET, Jean-Marc MERLIN, Keiko IHARA. 5º colocado na LMP2

FIA WEC 2013 Interlagos corrida (07)

FIA WEC 2013 Interlagos corrida (29)

 Toyota TS030 - Hybrid dos pilotos Anthony DAVIDSON, Sébastien BUEMI, Stéphane SARRAZIN

Toyota TS030 – Hybrid dos pilotos Anthony DAVIDSON, Sébastien BUEMI, Stéphane SARRAZIN

O Lotus T128 nº 32 enfrentou muitos problemas mecânicos e completou apenas 47 voltas. Pilotos: Kevin WEEDA, Christophe BOUCHUT

O Lotus T128 nº 31 enfrentou muitos problemas mecânicos e completou apenas 47 voltas. Pilotos: Kevin WEEDA, Christophe BOUCHUT

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 722,909 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Fotoblog do Projecto Memória Macaense

Memórias de S.Paulo 2006 – festa de aniversário da Casa de Macau

Memórias de S.Paulo 2006 – festa de aniversário da Casa de Macau

Passaram-se 11 anos, não parece muito, mas vários conterrâneos e amigos nas fotos que publico da festa do 17º aniversário da Casa de Macau de São Paulo em 2006, promovida em 29 de julho, não estão mais conosco. Ficaram os bons momentos registrados da boa confraternização. Vale um momento de reflexão para sempre procurarmos um […]

Vídeo “O silêncio de um bandolim” à memória de Adalberto Remédios

Vídeo “O silêncio de um bandolim” à memória de Adalberto Remédios

O que o Adalberto Remédios mais gostava era tocar o seu bandolim. Uma paixão desde jovem nos bons tempos antigos de Macau (ex-território português na China). Costumava tocar nas festas e atividades externas da Casa de Macau de São Paulo, formando um trio com o Clemente Badaraco (viola/violão/bandolim) e Manuel Ramos (baixo/percussão), até se mudar com […]

O Dia de Portugal na Macau portuguesa de 1973, em vídeo da RTP

O Dia de Portugal na Macau portuguesa de 1973, em vídeo da RTP

Outro vídeo da saudosa Macau sob administração portuguesa nas comemorações do Dia de Portugal em 1973, na época em que o governador era  o general Nobre de Carvalho . Faz parte dos arquivos da RTP Rádio e Televisão Portuguesa que foram disponibilizados ao público no seu aniversário de 70 anos. “Macau, Campo Desportivo 28 de […]

%d blogueiros gostam disto: