Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P. D. Luz,

Igreja de Santo António, em Macau

Imagem de Santo António  na fachada da Igreja em Macau

Imagem de Santo António na fachada da sua Igreja em Macau

 

O Dia de Santo Antônio (Santo António em Portugal) é comemorado a 13 de junho por ser a data de sua morte. Santo Antônio morreu em Pádua, na Itália, no dia 13 de junho do ano de 1231. No Brasil, o Dia de Namorados é celebrado um dia antes, no dia 12, em sua homenagem por ser conhecido como o “Santo Casamenteiro”.

A devoção ao Santo não tem fronteiras, por ser muito popular e ainda mais por acontecer no mês de festas juninas, os católicos no mundo inteiro comemoram a data, inclusive em Macau, antigo território português na China, onde é realizada uma procissão em sua homenagem em torno da igreja que vamos conhecer nesta postagem:

macau07.igrejasa.02.0215

IGREJA DE SANTO ANTÓNIO – EM MACAU

Texto da Wikipédia-versão pt de Pt.

(Fotografias de/photos by Rogério P.D. Luz – em dezembro/2007 – clicar nas fotos menores para ampliar)

A IGREJA DE SANTO ANTÓNIO é uma das três mais antigas igrejas de Macau. Foi construída em bambu e madeira, em 1565, e era o primeiro local onde os jesuítas se instalaram na Cidade. Em 1638, ela foi reconstruída em pedra e atingiu a dimensão actual. Sofreu outras grandes reparações em 1810 e 1875, porque houve dois grandes incêndios em 1809 e em 1874 que danificaram seriamente a igreja católica dedicada a Santo António (para os portugueses, ele é o padroeiro dos namorados). Outro incêndio determinou novas reparações em 1930, tendo sido realizados restauros posteriores na fachada e na torre sineira em 1940. No adro há uma cruz de pedra datada de 1638. Ao longo dos séculos, a igreja foi danificada e destruída várias vezes por incêncios e tufões, mas sempre foi reparada e reconstruída graças aos sacrifícios e esforços dos crentes católicos, com o apoio da Igreja Católica.

Muitos habitantes de Macau, principalmente membros da comunidade portuguesa e macaense, celebram os seus casamento nesta Igreja. Como as pessoas vêem muitas vezes a igreja cheia de decorações, sinos, flores, casais e participantes com cachos de flores na mão, costumam dar a esta Igreja o nome, em chinês, de “Fa Vong Tong”; (Templo do Rei das Flores).

macau07.igrejasa.12.0234

A igreja tem dois pisos e a sua fachada acinzentada é neoclássica de desenho simples, encimada por um frontão clássico. Tem uma torre sineira de três andares. As arquitraves das janelas, pintadas a verde, no segundo nível, mostra-nos a largura do edifício, conferindo um interesse arquitectónico adicional à Igreja.

A nave principal está colocada uma estátua do St. António com o Menino Jesus ao colo. Também está colocada uma estátua de um santo especial: o Santo André Kim Taegon. Este santo e mártir da Igreja Católica é o primeiro sacerdote católico da Coreia e dedicou a sua vida para cristianizar o seu país.

A Igreja de Santo António é incluído na Lista dos monumentos históricos do “Centro Histórico de Macau”, por sua vez incluído na Lista do Património Mundial da Humanidade da UNESCO. Ela é também a igreja matriz da Paróquia de Santo António, uma das seis paróquias da Diocese de Macau.

macau07.igrejasa.05.0222

“No adro há uma cruz de pedra datada de 1638 …”

 

 

 

macau07.igrejasa.17.0239 (2)

 

macau07.igrejasa.14.0236

 

A IGREJA – ONTEM E HOJE

A Igreja em 2007

A Igreja em 2007

A Igreja em 1920 (foto do livro Álbum Macau 1844-1974)

A Igreja em 1920 (foto do livro Álbum Macau 1844-1974)

A Igreja em 1874 quando foi parcialmente danificada por um incêndio

A Igreja em 1874 quando foi parcialmente danificada por um incêndio

BIOGRAFIA DE SANTO ANTÔNIO (Wikipédia)

Santo António (português europeu) ou Antônio (português brasileiro) de Lisboa, também conhecido como Santo António de Pádua1 , OFM (Lisboa, 15 de Agosto de 1191-1195 ? — Pádua, 13 de Junho de 1231), de sobrenome incerto mas batizado como Fernando, foi um Doutor da Igreja que viveu na viragem dos séculos XII e XIII .

Primeiramente foi frade agostinho no Convento de São Vicente de Fora, em Lisboa, indo posteriormente para o Convento de Santa Cruz, em Coimbra, onde aprofundou os seus estudos religiosos através da leitura da Bíblia e da literatura patrística, científica e clássica. Tornou-se franciscano em 1220 e viajou muito, vivendo inicialmente em Portugal, depois na Itália e na França. No ano de 1221 fez parte do Capítulo Geral da Ordem de Assis, a convite do próprio Francisco, o fundador, que o convidou também a pregar contra os albigenses em França. Foi transferido depois para Bolonha e de seguida para Pádua, onde morreu aos 36 (ou 40) anos.

A sua fama de santidade levou-o a ser canonizado pela Igreja Católica pouco depois de falecer, distinguindo-se como teólogo, místico, asceta e sobretudo como notável orador e grande taumaturgo. Santo António de Lisboa é também tido como um dos intelectuais mais notáveis de Portugal do período pré-universitário. Tinha grande cultura, documentada pela coletânea de sermões escritos que deixou, onde fica evidente que estava familiarizado tanto com a literatura religiosa como com diversos aspetos das ciências profanas, referenciando-se em autoridades clássicas como Plínio, o Velho, Cícero, Séneca, Boécio, Galeno e Aristóteles, entre muitas outras. O seu grande saber tornou-o uma das mais respeitadas figuras da Igreja Católica do seu tempo. Lecionou em universidades italianas e francesas e foi o primeiro Doutor da Igreja franciscano. São Boaventura disse que ele possuía a ciência dos anjos. Hoje é visto como um dos grandes santos do Catolicismo, recebendo larga veneração e sendo o centro de rico folclore.

MAIS FOTOS DA IGREJA DE SANTO ANTÓNIO, EM MACAU

macau07.igrejasa.24.0246

macau07.igrejasa.08.0225

PROCISSÃO EM 13/JUNHO/2014 – EM MACAU 

FOTOGRAFIAS DE/PHOTOS BY MANUEL CARDOSO (MACAU)

Macau procissao Santo Antonio 2014 (02)

Foto de Manuel Cardoso (Macau)

Macau procissao Santo Antonio 2014 (03)

Foto de Manuel Cardoso (Macau)

Macau procissao Santo Antonio 2014 (04)

Foto de Manuel Cardoso (Macau)

Macau procissao Santo Antonio 2014 (06)

Foto de Manuel Cardoso (Macau)

* Agradecimentos ao Manuel Cardoso

* Conheça a Igreja de Santo Antônio, em São Paulo, Brasil nesta postagem:

https://cronicasmacaenses.com/2013/01/24/sao-paulo-459-anos-a-antiga-igreja-de-santo-antonio-no-centro/

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 15/06/2014 por em Igreja de Santo António e marcado , .

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 890.870 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Fotoblog do Projecto Memória Macaense

Memórias de Macau de Todos os Tempos (02)

Imagens que trazem saudosas lembranças daquela Macau que não existe mais, mas que permanece viva na nossa memória e nas fotografias a seguir publicadas de forma aleatória, a procurar dar uma descrição a confirmar ou corrigir. O que vale mesmo é o que se diz – recordar é viver! As fotos são dos anos 50 […]

Memórias de Macau de Todos os Tempos (01)

Nesta postagem do que poderia chamar de uma série “Memórias de Macau de Todos os Tempos”, remetendo-me a um vídeo que publiquei no YouTube (vide no final), publico umas fotos antigas recolhidas ao acaso do meu extenso acervo, ora já publicadas no site (inativo) do Projecto Memória Macaense, ou não, e também já republicadas por […]

O Ano Novo chinês celebrado pela comunidade macaense de São Paulo

O Ano Novo chinês celebrado pela comunidade macaense de São Paulo

Para celebrar o Ano Novo chinês de 2018, dando início ao Ano do Cão, a Casa de Macau de São Paulo reuniu a comunidade macaense e amigos para um almoço especial, recheado de boa comida chinesa de dar água na boca. Era a oportunidade para comer, infelizmente, uma vez ao ano, o chái, ou comida de […]

%d blogueiros gostam disto: