Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P D Luz

Macau: Histórias do Senado – o nascimento

Padre Manuel Teixeira no seu caderno-livro ‘Primórdios de Macau’ conta vários episódios do Senado de Macau, mais conhecido como ‘Leal Senado’ , que tem equivalência a uma Câmara Municipal.

Nesta primeira publicação vamos saber como nasceu:

O prédio do 'Leal Senado' antes da transição de soberania de Macau para a China.

O prédio do ‘Leal Senado’ antes da transição de soberania de Macau para a China.

NASCE O SENADO

Texto de Padre Manuel Teixeira em ‘Primórdios de Macau’ – edição de Instituto Cultural de Macau de 1990

Pouco depois de Macau ter prestado juramento de fidelidade a Filipe 11, D. Leonardo de Sá, em 1583, convocou os cidadãos mais grados da Colónia, que resolveram formar uma Municipalidade ou Câmara, a que deram o nome de Senado.

Já existia em 25 de Fevereiro de 1584, pois, nessa data, segundo refere Mateus Ricci no seu Diário, chegou a Nau da Prata do Japão: “Arrivata la nave dei Giappone a Maccao, ritorao il P. Ruggero con assai danari, che e la Camera delia citta e altri amici gli averano dati di limosina“- chegada a nau do Japão a Macau, o P. Ruggieri regressou (de Macau a Shiu-Hing) com bastante dinheiro que lhe havia dado de esmola a Câmara da Cidade e outros amigos.

A Câmara foi aprovada pelo Vice-Rei da Índia, D. Francisco Mascarenhas, Conde de Santa Cruz. Este partiu de Lisboa a 8 de Abril de 1581, chegou a Goa a 16 de Setembro e governou até 25 de Novembro de 1584. Portanto, ele aprovou a fundação da Câmara de Macau nesse ano de 1584, o que concorda inteiramente com o que nos diz o P. Ricci sobre a existência da Câmara nesse ano. É que as viagens de ida e volta a Goa não se faziam com a rapidez de hoje: era necessário esperar pelas monções.

* Veja o segundo episódio: Quem foi o Fundador? em https://cronicasmacaenses.com/2015/03/15/macau-historias-do-senado-quem-foi-o-fundador/

Um comentário em “Macau: Histórias do Senado – o nascimento

  1. Pingback: Macau: Histórias do Senado – quem foi o fundador? | Crônicas Macaenses

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 1.081.306 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Blog do Projecto Memória Macaense

Missa e Te-Deum no Encontro das Comunidades Macaenses-Macau 2019

Missa e Te-Deum no Encontro das Comunidades Macaenses-Macau 2019

Como já vem acontecendo nos Encontros das Comunidades Macaenses realizadas em Macau, o programa de 2019 incluía uma missa e Te-Deum na Sé Catedral que foi celebrada no dia 26 de Novembro às 18:00 horas pelo Bispo de Macau, D. Stephen Lee Bun-sang. Uma celebração religiosa e ação de graças para agradecer por mais uma […]

O hotel em Macau que é uma galeria de arte

O hotel em Macau que é uma galeria de arte

O Hotel Casino (Cassino) Lisboa, de Macau, inaugurado em 3 de Fevereiro de 1970, seis anos após o início das obras em 1964, o primeiro dos tempos modernos do outrora território português na China por cerca de 440 anos, e devolvido para a China em 1999, é por excelência uma galeria de arte com peças […]

Num período de 52 anos, três encontros de amigos macaenses

Num período de 52 anos, três encontros de amigos macaenses

O macaense Carlos Cordeiro, hoje residente no Canadá, enviou ao autor deste blog, três fotos que espelham bem o convívio dele com dois amigos macaenses: Fernando Placé e José (Zé) Cabral, num período de 52 anos, de 1967 a 2019. Interessante ver o cuidado de fotografar o momento na mesma posição da foto original de […]

%d blogueiros gostam disto: