Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P. D. Luz,

Macau: Histórias do Senado – quem foi o fundador?

Macau 1993, antes da transição de soberania para a China

Macau 1993, nos tempos em que ainda era administrada por Portugal

Nesta segunda publicação de Histórias do Senado, ou, Leal Senado, veja o que o pesquisador e historiador Padre Manuel Teixeira conta a respeito no seu livro:

QUEM FUNDOU O SENADO?

Texto de Padre Manuel Teixeira, do livro ‘Primórdios de Macau’, edição do Instituto Cultural de Macau em 1990

Uma Representação de 1821 afirma que o Senado nasceu quando, “sob a presidência de Belchior Carneiro, os habitantes de Macau, que tinham direito a votar, se reuniram em 1583”.

Melchior Nunes Carneiro (2)

Dom Melchior Carneiro

Ora, nessa altura, quem governava a diocese não era D. Melchior Carneiro, que renunciara em 1581 e vivia retirado na casa da Companhia de Jesus, mas D. Leonardo de Sá.

A 17 de Dezembro de 1582, o P. Valignano informava o Geral da Companhia: “O P. Patriarca Melchior Carneiro, que já renunciou ao seu bispado, está aqui em nossa casa com quatro moços, que o servem e também aos padres; está muito gasto e consumido com a velhice e enfermidades”.

O P. Francisco Pires, S.J., que chegou a Macau a 24 de Julho de 1581, diz que achou recolhido na casa da Companhia o Patriarca Carneiro, que “comia um frango requentado por não poder comer… tinha um moço, de nome João, que o servia e acompanhava quando ia fora”.

Como é que um velho gasto, consumido e decrépito, que em 1581 já não podia sair à rua se não acompanhado por um criado, se iria colocar à frente dos cidadãos em 1583 (ano em que morreu) e fundar o Senado de Macau?

Numa carta de 25 de Outubro de 1581 diz-se que D. Leonardo chegara nesse ano a Macau; chegou, pois, no segundo semestre desse ano, antes de 25 de Outubro. Foi ele que presidiu à reunião dos cidadãos em 1583, devendo, pois, ser considerado fundador do Senado.

Em 1583, o capitão-mor era Aires Gonçalves de Miranda, que chegou a Nagasaqui em 25 de Julho desse ano, fazendo a viagem de Macau até lá em doze dias. Partiu de lá para Macau em 25 de Fevereiro de 1584.

* Veja 1º episódio de Histórias do Senado: Nasce o Senado

* Entenda o motivo do Senado ser chamado de ‘Leal Senado’

Anúncios

Um comentário em “Macau: Histórias do Senado – quem foi o fundador?

  1. Pingback: Macau: Histórias do Senado – o nascimento | Crônicas Macaenses

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 788,857 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Fotoblog do Projecto Memória Macaense

O Ano Novo chinês celebrado pela comunidade macaense de São Paulo

O Ano Novo chinês celebrado pela comunidade macaense de São Paulo

Para celebrar o Ano Novo chinês de 2018, dando início ao Ano do Cão, a Casa de Macau de São Paulo reuniu a comunidade macaense e amigos para um almoço especial, recheado de boa comida chinesa de dar água na boca. Era a oportunidade para comer, infelizmente, uma vez ao ano, o chái, ou comida de […]

Uma foto, uma memória de 63 anos atrás em Macau

Uma foto, uma memória de 63 anos atrás em Macau

No almoço especial do Ano Novo chinês realizado na Casa de Macau de São Paulo em 18 de Fevereiro de 2018, o macaense José Noronha, 83 anos, andava a mostrar uma foto antiga para algumas pessoas que tinham mais ou menos a sua idade. Procurava ele matar as saudades dos velhos tempos em Macau. Macaense […]

Memórias de S.Paulo 2006 – festa de aniversário da Casa de Macau

Memórias de S.Paulo 2006 – festa de aniversário da Casa de Macau

Passaram-se 11 anos, não parece muito, mas vários conterrâneos e amigos nas fotos que publico da festa do 17º aniversário da Casa de Macau de São Paulo em 2006, promovida em 29 de julho, não estão mais conosco. Ficaram os bons momentos registrados da boa confraternização. Vale um momento de reflexão para sempre procurarmos um […]

%d blogueiros gostam disto: