Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P. D. Luz,

A Londres que conheci ( 1 )

Tower Bridge (Ponte da Torre).A Tower Bridge é uma ponte-basculante construída sobre o Rio Tâmisa. Foi inaugurada em 1894. Está localizada ao lado da Torre de Londres, um ponto turístico de visita obrigatória. No primeiro plano um barco de turismo que utilizamos para a volta.  Parece noite mas passava pouco mais das 17 horas.

(fotografia de Rogério P.D. Luz – clicar para aumentar)

Em 2007, a caminho do Encontro das Comunidades Macaenses em Macau, nosso grupo de oito pessoas viajando pela British Airways decidimos fazer uma parada curta em Londres por três dias, incluindo a chegada e partida.  Muito pouco tempo para conhecer essa bela e enorme cidade, mas seria muito injusto conosco estar no aeroporto de Londres, a Heathrow, e seguir viagem sem visitá-la.  Tal erro já tinha cometido noutras viagens, como por exemplo Amsterdam, Zurich, Toronto etc., embora em circunstâncias justificáveis.  No mínimo deveria ser por cinco dias, ainda mais sendo Inverno lá, em Novembro, o dia escurecia já às 4 horas da tarde.  Uma péssima época para fazer turismo em Europa pois se perde no mínimo seis horas de claridade por dia, se comparado com o Verão europeu que escurece entre 21.00 a 23.00 horas, dependendo do país.

O nosso grupo era formado por eu, a Mia, Yolanda e Manuel Ramos, Sony e Dulce Fernandes, Armando Ritchie e Edite Guerreiro Ritchie. Hospedamos na Suxxex Gardens ao lado da estação de trem/comboio de Paddington, onde descemos vindo do aeroporto em conexão direta.  A recepção do hotel era quase todo de funcionários brasileiros/portugueses e aí nem precisava falar o inglês.

A chuva não impediu o nosso passeio no bus de city tour. Era capa de chuva que o bus fornecia ou guarda-chuva, tudo valia para um indispensável passeio.

Chovia quando chegamos e assim foi quase o dia todo, o dia seguinte e só no último dia é que apareceu o sol.  Ainda bem que pudemos aproveitar a manhã pois embarcávamos no fim da tarde. O turista lamenta a chuva mas não se assusta com ela.  Compra um guarda-chuva e sai passeando de qualquer jeito, mesmo com o frio de 1 grau.  Pena que foi bastante prejudicial para as fotos.

Londres é uma cidade clássica, tal como o inglês.  Não é uma cidade colorida mas é apaixonante pela sua beleza clássica e a antiguidade dos prédios, tal como visto no cinema.  Já estive em Paris e Roma, digamos suas “rivais”, mas não há como fazer comparações.  Cada uma é apaixonante pelas suas próprias particularidades.  Apesar de ser uma cidade cara, eu voltaria e tenho que voltar a visitá-la, pois muitos locais só foram vistos rapidamente. Adorei Londres!

Vou então aproveitar a época dos Jogos Olímpicos em Londres, para mostrar a vocês um pouco desta cidade pelas fotos que fiz:

Todos conhecem a torre como Big Ben.  É o cartão postal de Londres.  Mas, talvez não conheçam que Big Ben não é a torre mas sim o seu sino que se encontra dentro dela. O que diz a Wikipédia:

Big Ben, ao contrário do que muitos pensam, não é o famoso relógio do Parlamento Britânico, nem tão pouco a sua torre. É o nome do sino, que pesa 13 toneladas e que foi instalado no Palácio de Westminster durante a gestão de sir Benjamin Hall, ministro de Obras Públicas da Inglaterra, em 1859. Por ser um sujeito alto e corpulento, Benjamim tinha o apelido de Big Ben. Todos os dias, a rádio BBC transmite as badaladas do sino. O sino foi fundido por George Mears em 1858, media quase 3 metros de diâmetro e pesava 13, 5 toneladas.
No dia 26 de junho de 2012, em homenagem à rainha Elizabeth II que completará 60 anos de reinado, foi anunciado que a Torre do Big Ben será renomeada para “Elizabeth Tower”. O nome do relógio é Tower Clock, ou Clock Tower (Torre do Relógio), e é muito conhecido pela sua precisão e tamanho.

O complexo Palácio de Westminster, Abadia de Westminster e Igreja de Santa Margarida são Património Mundial da UNESCO

Palácio de Westminster, também conhecido como Casas do Parlamento, (em inglês Houses of Parliament) é o palácio londrino onde estão instaladas as duas Câmaras do Parlamento do Reino Unido (a Câmara dos Lordes e a Câmara dos Comuns).  O esquema do palácio é intrincado, com os edifícios existentes a conterem mais de 1000 salas, 100 escadarias, e 3 milhas (5 km.) de corredores. Apesar da maior parte da construção datar do século XIX, entre os edifícios originais do Palácio encontra-se o Westminster Hall, usado actualmente para importantes cerimónias públicas, tal como os Funerais de Estado, e a Torre da Jóia (Jewel Tower). Depois de um incêndio em 1834, as presentes Casas do Parlamento foram reconstruidas nos 30 anos seguintes. (Wikipédia)

o complexo do Palácio de Westminster.  Nesta ala fica a Galeria Real por onde passa a Rainha na sessão de abertura.  Os nobres têm a sua mesa nos dois lados. Desde 1512 o Palácio é a sede das 2 Casas do Parlamento, a dos Lordes e a dos Comuns.

National Gallery (Galeria Nacional)

A National Gallery (Galeria Nacional)), fundada em 1824, é um dos mais importantes museus da Europa e um dos mais conhecidos do mundo. Localiza-se na Trafalgar Square, no centro de Londres, e abriga uma preciosa coleção de mais de 2.300 pinturas, que datam desde a metade do século XIII até o início do século XX. É um museu público e as visitas ao acervo permanente são gratuitas. O acervo contém algumas das obras mais importantes, raras e emblemáticas da História da Arte, de artistas como Leonardo da Vinci, Botticelli, Caravaggio, Rembrandt, Jan van Eyck, Rubens, Vermeer, Thomas Gainsborough, Turner, Renoir, Monet, Van Gogh, Toulouse-Lautrec, Gauguin, Degas, Manet, Berthe Morisot e Picasso. (Wikipédia)

Trafalgar Square, defronte ao National Gallery

Trafalgar Square é uma praça no centro de Londres que celebra a Batalha de Trafalgar (1805), uma vitória da Marinha Real Britânica nas Guerras Napoleónicas. O nome original, na verdade, era para ser “King William the Fourth’s Square”, em homenagem ao rei Guilherme IV, porém George Ledwell Taylor sugeriu o nome Trafalgar Square. A praça tem em seu centro uma coluna encimada pela Coluna de Nelson, em homenagem ao Almirante Nelson, que liderou a Royal Navy na costa de Cádis, Espanha. (Wikipédia)

Abadia de Westminster

Igreja do Colegiado de São Pedro em Westmisnter mais conhecida como Abadia de Westminster (em inglês:Westminster Abbey) é uma grande igreja em estilo gótico na Cidade de Westminster (é uma denominação de bairro pois fica praticamente no centro de Londres), sendo considerada a igreja mais importante de Londres e, algumas vezes, de toda a Inglaterra. É famosa mundialmente por ser o local de coroação do Monarca do Reino Unido. Entre 1546 e 1556 obteve estatuto de Catedral. Foi construída entre 1045 a 1050.  Até 1534 era uma igreja católica e após passou a ser anglicana com a cisão. (Wikipédia).  Nota: Uma pena que estava fechada para reformas e não pudemos visitar o seu interior. É Patrimônio Mundial da UNESCO.

Fachada lateral da Abadia de Westminster

Cenários clássicos de Londres

a Mia no bom estilo londrino e á la Beatles (capa do LP) atravessa uma rua próxima à Trafalgar Square

Os táxis londrinos têm muitos carros modelo antigo ao velho estilo inglês.

Horse Guard (guarda a cavalo) em guarda diante do seu quartel de mesm nome em Whitehall

Neste local, Horse Guards em Whitehall (vide abaixo), durante a cerimônia Trooping The Colour, a mais elaborada de Londres, a Rainha saúda o batalhão dos Foot Guards (guardas a pé) que desfila com as suas cores.

Whitehall (rua) e o Cenotáfio

Whitehall é uma rua arterial em Westminster, Londres, que serve como centro administrativo do Reino Unido. Conexão entre Parliament Square (onde fica o Big Ben) e Trafalgar Square, Whitehall é conhecida como sede do governo britânico, já que a maioria dos prédios que abrigam as mais importantes instituições do país estão situadas lá. O nome Whitehall, muita vezes utilizado como metonímia para o Gabinete real, foi-lhe colocado em memória do antigo Palácio de Whitehall.(Wikipédia)

O monumento chama-se Cenotáfio ou Cenotaph erguido para homenagear os mortos da 1ª Guerra Mundial.  As flores foram depositadas pela Rainha e autoridades no dia 11 de Novembro por ocasião do Remembrance Day (Dia da Memória)

Uma rua transversal de Whitehall fica a 10 Downing Street que é a residência oficial e o escritório do primeiro-ministro do Reino Unido, como se vê na televisão, muitas vezes com um só policial na porta.  A Whitehall é uma autêntica rua clássica de Londres com seus prédios antigos e bem conservados.

Whitehall no fim da rua já avista o Big Ben

On a rainy day … (num da chuvoso), casal anda no parque bem cuidado de Hyde Park com as folhas no chão vistas por toda a cidade pela época de Inverno. Uma das mais bonitas cenas de rua e dos parques em Londres.

Anúncios

3 comentários em “A Londres que conheci ( 1 )

  1. rui francisco
    06/08/2012

    MUITO BEM ROGÉRIO, bonitas vistas tiradas em LONDRES que nunca recebeu tantos visitantes de todas as nacionalidades de todo o mundo incluíndo o vosso grupo especial do Brasil. Boa estadia e mais vistas bonitas de LONDRES , ondes se estão disputando as OLIMPÍADAS DE 2012.Obrigado Rogério e abraços a todos.

  2. Sonny Fernandes
    07/08/2012

    Rogério, mais uma vez NOTA 1000, É sempre muito bom relembrar dos nossos passeios e sincera amizade. Fomos até assistir uma peça de Teatro em Londres, lembras. Obrigado pelo belo trabalho e abraço a todos.

    • Boas lembranças Sonny. Foi sofrido com a chuva e o pequeno tempo para os passeios, mas grande no convívio! Abraços e veja o nº 2. E, grato pelo bom comentário Rui Francisco.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 722,909 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Fotoblog do Projecto Memória Macaense

Memórias de S.Paulo 2006 – festa de aniversário da Casa de Macau

Memórias de S.Paulo 2006 – festa de aniversário da Casa de Macau

Passaram-se 11 anos, não parece muito, mas vários conterrâneos e amigos nas fotos que publico da festa do 17º aniversário da Casa de Macau de São Paulo em 2006, promovida em 29 de julho, não estão mais conosco. Ficaram os bons momentos registrados da boa confraternização. Vale um momento de reflexão para sempre procurarmos um […]

Vídeo “O silêncio de um bandolim” à memória de Adalberto Remédios

Vídeo “O silêncio de um bandolim” à memória de Adalberto Remédios

O que o Adalberto Remédios mais gostava era tocar o seu bandolim. Uma paixão desde jovem nos bons tempos antigos de Macau (ex-território português na China). Costumava tocar nas festas e atividades externas da Casa de Macau de São Paulo, formando um trio com o Clemente Badaraco (viola/violão/bandolim) e Manuel Ramos (baixo/percussão), até se mudar com […]

O Dia de Portugal na Macau portuguesa de 1973, em vídeo da RTP

O Dia de Portugal na Macau portuguesa de 1973, em vídeo da RTP

Outro vídeo da saudosa Macau sob administração portuguesa nas comemorações do Dia de Portugal em 1973, na época em que o governador era  o general Nobre de Carvalho . Faz parte dos arquivos da RTP Rádio e Televisão Portuguesa que foram disponibilizados ao público no seu aniversário de 70 anos. “Macau, Campo Desportivo 28 de […]

%d blogueiros gostam disto: