Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P. D. Luz,

Macau: Histórias do Senado – D.Leonardo do Sá, o fundador

Dando seguimento à série Histórias do Senado, o antigo Leal Senado, Padre Teixeira no seu livro “Primórdios de Macau”, faz um histórico do seu fundador – Dom Leonardo do Sá:

LEONARDO DE SÁ, FUNDADOR DO SENADO

Texto de Padre Manuel Teixeira, do livro ‘Primórdios de Macau’. Edição do Instituto Cultural de Macau (1990)

Nasceu no Cartaxo, vila do distrito de Santarém.

Sendo clérigo secular da Ordem Militar de Cristo, foi eleito Bispo de Macau por D. Sebastião, em 1577, e confirmado pelo Papa Gregório XIII em 1578.

Em 1579, velejou para Goa. A 25 de Janeiro de 1580, tomou parte activa na festa de S. Paulo, na igreja dos jesuítas, proferindo ele o sermão; de tarde, ele e mais dois bispos baptizaram setecentos adultos.

Deve ter partido de Goa na monção de Abril de 1581, chegando a Macau no segundo semestre desse ano.

Em 18 de Dezembro de 1582, prestou juramento de fidelidade a Filipe II.

Em princípios de 1585, foi a Goa tomar parte no III Concilio Provincial que ali se celebrou.

Em 1589, já se achava de novo em Macau e, neste ano, viu-se envolvido nas desordens que surgiram entre o capitão-mor Domingos Segurado e os seus dois rivais. Domingos Monteiro e António Rebelo Bravo, que foram os cabecilhas da rebelião contra ele. Como o Ouvidor Estêvão Barreiro tivesse intervido em favor de Segurado, foi excomungado pelo bispo que favorecia os rebeldes. Deram-se tumultos graves, usando-se até armas de fogo.

Em 1592, celebrou-se em Goa o IV Concilio Provincial e D. Leonardo voltou lá. Ao regressar a Macau, em 1593, naufragou nas Costas de Achem, em Sumatra, ficando lá cativo. Só três anos mais tarde é que foi libertado, regressando a Macau.

Durante esses três anos de cativeiro, governou a diocese de Macau D. Pedro Martins, Bispo do Japão.

O cativeiro apressou-lhe a morte, ocorrida logo no ano seguinte, a 15 de Setembro de 1597.

As exéquias foram celebradas por dois bispos jesuítas, D. Pedro Martins e D. Luís de Cerqueira. coadjutor e sucessor do primeiro no Bispado de Funai, no Japão.

Pedro morreu em 1598, perto de Malaca, em viagem para a Índia, e Cerqueira no Japão, em 1614.

Origem: livro Fortificações de Macau

Origem: livro Fortificações de Macau

* Veja outras postagens de “Histórias do Senado”:

https://cronicasmacaenses.com/2015/03/15/macau-historias-do-senado-quem-foi-o-fundador/

https://cronicasmacaenses.com/2015/03/11/macau-historias-do-senado-o-nascimento/

https://cronicasmacaenses.com/2015/04/10/macau-historias-do-senado-os-vice-reis-da-india-o-senado-e-a-cidade/

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 787,915 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Fotoblog do Projecto Memória Macaense

O Ano Novo chinês celebrado pela comunidade macaense de São Paulo

O Ano Novo chinês celebrado pela comunidade macaense de São Paulo

Para celebrar o Ano Novo chinês de 2018, dando início ao Ano do Cão, a Casa de Macau de São Paulo reuniu a comunidade macaense e amigos para um almoço especial, recheado de boa comida chinesa de dar água na boca. Era a oportunidade para comer, infelizmente, uma vez ao ano, o chái, ou comida de […]

Uma foto, uma memória de 63 anos atrás em Macau

Uma foto, uma memória de 63 anos atrás em Macau

No almoço especial do Ano Novo chinês realizado na Casa de Macau de São Paulo em 18 de Fevereiro de 2018, o macaense José Noronha, 83 anos, andava a mostrar uma foto antiga para algumas pessoas que tinham mais ou menos a sua idade. Procurava ele matar as saudades dos velhos tempos em Macau. Macaense […]

Memórias de S.Paulo 2006 – festa de aniversário da Casa de Macau

Memórias de S.Paulo 2006 – festa de aniversário da Casa de Macau

Passaram-se 11 anos, não parece muito, mas vários conterrâneos e amigos nas fotos que publico da festa do 17º aniversário da Casa de Macau de São Paulo em 2006, promovida em 29 de julho, não estão mais conosco. Ficaram os bons momentos registrados da boa confraternização. Vale um momento de reflexão para sempre procurarmos um […]

%d blogueiros gostam disto: