Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P D Luz

São Paulo vai ao Encontro de 2007 (01)

Sim, vamos ao Encontro das Comunidades Macaenses de 2007. Quantos irão? Ainda não está definido, mas iremos com poucos ou poucos mais, ou um bocado de gente. Alguns ainda ficarão na vontade. Paciência, afinal de contas, nem toda a gente tem dinheiro suficiente pois ficamos exatamente no outro lado do mundo, a mais de 30 horas de Macau. Alguns lamentam pois dizem que não sabem se será o último Encontro. Afinal esta pergunta se repete a cada edição. Para quem não consegue ir, somente restará saudades da terra. Paciência !!!
Eu irei sim!!! Pretendo fazer a cobertura do Encontro com farta fotografia e o que eu puder observar. Olhos e ouvidos atentos para rechear o Projecto Memória Macaense e este blog. Vamos ver como ficará, afinal de contas já vou acumulando experiência e o meu senso de observação já lá vai aprimorando um pouco mais. Afinal este blog meio morno e muito frio em termos de participação, tem que ser recheado, mesmo que eu tenha que amargar o zero de comentários, mas vou escrevendo e desabafando um pouco, só um pouco. Se fosse muito, certamente iria pegar fogo por aqui.
Agora vamos vendo as rotas para Macau que basicamente são 3 as principais. Via Europa, a que prefiro. África de Sul, a menos cansativa e via Canadá … arghhhh, esta nunca mais. Que me desculpem os amigos conterrâneos do Canadá, mas não dá para aguentar a humilhação que passei no último Encontro. Em Vancouver (ou Toronto? vou checar) tivemos que fazer o check out para atravessar um corredor e fazer o check in para embarcar noutro avião (????). E lá a pessoa de imigração cismou comigo, mesmo com passaporte da Comunidade Européia, e disse que eu tinha que ir à Imigração para explicar o motivo de estar lá.
Mostrei a passagem aérea e disse que estava em trânsito e iria fazer o check in longo aí perto. Ele não quis conversa e me disse que eu estava no País dele e era ele quem mandava. Preocupadíssimo pois o tempo era curto para a partida do vôo de conexão, fui enfrentar uma fila na Imigração. Quando me atenderam, perguntaram o motivo e o expliquei. Ali, ainda bem que reinou o bom senso. Como se lamentassem a actitude do colega, bateram o carimbo e nem falaram mais nada. Depois, foi só aquela correria para não perder o vôo. Coisas do 1º mundo, e depois criticam o 3º mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 24/09/2007 por em Encontro 2007.

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 1.302.372 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Blog do Projecto Memória Macaense

Hércules António e suas filmagens dos anos 50 e 60

Hércules António e suas filmagens dos anos 50 e 60

Foi graças a um dvd distribuído por um dos seus filhos, que possibilitou ao Projecto Memória Macaense – PMM montar diversos vídeos filmados por Hércules António que nos trazem velhas e memoráveis lembranças daquela Macau antiga que mora no coração dos macaenses e daqueles que tiveram vivência no território. Os vídeos publicados no YouTube nos […]

“Macau linda” música adaptada por J. J. Monteiro, foi interpretada por Rubye de Senna Fernandes

“Macau linda” música adaptada por J. J. Monteiro, foi interpretada por Rubye de Senna Fernandes

No livro “Meio Século em Macau” de J. J. Monteiro (José Joaquim Monteiro) composto por dois volumes, nas últimas páginas do Volume II estão as letras da canção “Macau (linda)”, que infelizmente não temos a gravação e nem se sabe se houve, talvez nos arquivos pessoais de algum macaense ou familiares. Trata-se de uma música […]

Brasão de Armas de Macau

Brasão de Armas de Macau

Os Brasões de Macau portuguesa são todos inspirados nos estilos heráldicos tradicionais da Europa. O primeiro brasão de armas de Macau foi usado até ao final do século XIX. É apenas constituído pelas armas de Portugal cercado pela inscrição Cidade do Nome de Deus, Não Há Outra Mais Leal. O segundo brasão de armas foi […]

%d blogueiros gostam disto: