Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P D Luz

Foi uma festa!!! Encontro 2010 – Boas Vindas 27/11/2010

Imaginem centenas de pessoas a conversar ao mesmo tempo! Some a isto, música em alto e bom som! Mais o som dos calçados femininos e masculinos a castigarem o chão da Escola Portuguesa,  para atender o apelo da música – dancem, dancem !!!! E tantos outros ruídos não identificados! O resultado, um som infernal e ensurdecedor! Um bom par de tampa-ouvidos faria bem, mas …. tudo era festa! Abraços, tapas nas costas, beijinhos pra cá e acolá, exclamações, saudades, muitas saudades. Era a – recepção e convívio de boas vindas aos participantes do Encontro 2010 na Escola Portuguesa de Macau. Acontecia no dia 27 de Novembro de 2010.

Já bem antes das 18 horas, horário marcado para o 1º evento do Encontro começava a chegar gente e mais gente. Aos poucos lotava o saguão principal da Escola. Diferente do ano 2007, o palco musical foi montado aí mesmo, ao invés da quadra esportiva aberta. As mesas de salgadinhos e doces macaenses já estavam dispostas e repletas, com a mesa de bebidas já a servir a sede desta gente que ficava rouca de tanto conversar.

Via-se e ouvia-se “oh …quanto tempo …”. O tempo variava muito. Podia ser 3 anos, ou mais de 40 anos, como quando revi o meu colega do Seminário, o Jorge Coimbra, hoje residente em Portugal. “Mexendo com a terra”, vida saudável! Dizia ele.

Era gente que se abraçava para tirar fotos inesquecíveis. E como a população macaense envelhece dia a dia, e esta é a maioria dos participantes, então, “envelheceu hein!”, porque não, “engordou, huumm”.

Quando se inicia a programação, o ilustre e último da era poruguesa, Governador Rocha Vieira, sempre simpático e acessível, bem como a sua esposa, perfilados juntamente com os presidentes e dirigentes do CCM e das Casas de Macau, posavam para as fotos e câmeras. Antes disso, já se percebia uma movimentação dos repórteres a colectar material para a redação. E eu para o meu site e blog.

Segue-se o show dos músicos Luís Garcia, Armando Santos e os irmãos Oliveira de Toronto/Canadá. Competentes, agradavam a gente com suas belas apresentações. Já de imediato colhi material para rechear o espaço musical do meu site Projecto Memória Macaense. Mais 3 músicos macaenses para acrescentar à lista. É preciso prestigiar a nossa gente!

O povo dançava, e como macaense gosta de dançar! O rock and roll dos velhos tempos ressuscitava! Enquanto outros divertiam-se a conversar e lembrar os velhos e bons tempos de Macau, Hong Kong, Shanghai etc. E o bom José Dinis da JTM lá não resistiu e deu os seus rebolados. Minha câmera fotográfica não o perdoou, e nem a muitos! Mas desta vez tmbém fui equipado com uma discreta filmadora. Uma questão de filmar e filmar. Depois na edição, vamos ver o que se pode fazer para as boas lembranças de todos.

Já se aproximando o final da festa com as 21 horas a espreitar por aí, imaginem só, muitos salgadinhos e doces macaenses que costumam marcar presença no chá gordo, estavam a sobrar, mostrando que não havia o que reclamar como justificaiva para ir jantar fora depois.

E ai terminava o bem sucedido 1º evento do Encontro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 27/11/2010 por em Encontro-Macau-2010 e marcado .

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 1.262.539 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Blog do Projecto Memória Macaense

Hércules António e suas filmagens dos anos 50 e 60

Hércules António e suas filmagens dos anos 50 e 60

Foi graças a um dvd distribuído por um dos seus filhos, que possibilitou ao Projecto Memória Macaense – PMM montar diversos vídeos filmados por Hércules António que nos trazem velhas e memoráveis lembranças daquela Macau antiga que mora no coração dos macaenses e daqueles que tiveram vivência no território. Os vídeos publicados no YouTube nos […]

“Macau linda” música adaptada por J. J. Monteiro, foi interpretada por Rubye de Senna Fernandes

“Macau linda” música adaptada por J. J. Monteiro, foi interpretada por Rubye de Senna Fernandes

No livro “Meio Século em Macau” de J. J. Monteiro (José Joaquim Monteiro) composto por dois volumes, nas últimas páginas do Volume II estão as letras da canção “Macau (linda)”, que infelizmente não temos a gravação e nem se sabe se houve, talvez nos arquivos pessoais de algum macaense ou familiares. Trata-se de uma música […]

Brasão de Armas de Macau

Brasão de Armas de Macau

Os Brasões de Macau portuguesa são todos inspirados nos estilos heráldicos tradicionais da Europa. O primeiro brasão de armas de Macau foi usado até ao final do século XIX. É apenas constituído pelas armas de Portugal cercado pela inscrição Cidade do Nome de Deus, Não Há Outra Mais Leal. O segundo brasão de armas foi […]

%d blogueiros gostam disto: