Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P D Luz

Templo chinês de Macau: Tin Hau Miu

Publicação do livro “Na Afirmação de uma Identidade” de 1997 lista templos chineses restaurados pelo Instituto Cultural de Macau nos aos 80 e 90. Eis um deles:

Macau templo chines Tin Hau 01

Foto de 1997

TEMPLO “TIN HAU MIU”

O templo de Tin Hau, cujos pavilhões se dispersam sobre uma colina de densa vegetação, tinha uma vista deslumbrante sobre as águas e era frequentado por pescadores da aldeia chinesa de Ma Kau Seac. Diz a lenda que depois de violento tufão que destruiu toda a aldeia, para o qual os pescadores foram alertados por espíritos mudando-se para outro local, os pescadores nunca mais regressaram. Outra lenda refere no entanto que os pescadores morreram todos à exepção de uma velhinha que se havia refugiado no templo.

Macau templo chines Tin Hau 02

Foto de 1997

As opiniões sobre a data da sua construção dividem-se entre a mesma altura que o de Á-Má e 1875, data esta dum pórtico, em forma de lua, que mistura influências chinesas e ocidentais.

Para alguns historiadores a origem do nome português “Macau” deriva do nome deste local, Ma Kau Seac, devido à existência de uma pedra em forma de cavalo.

antigamente

antigamente

Localização: Rua dos Pescadores

Data de construção: Séc. XVI (anterior a 1557) – Dinastia Ming

  • O livro “Na Afirmação de uma Identidade” é uma publicação do Instituto Cultural de Macau editada em 1997. As imagens são do livro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 03/08/2015 por em Tin Hau Miu e marcado , .

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 1.161.291 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Blog do Projecto Memória Macaense

Encontro das Comunidades Macaenses Macau 2019 – Recepção de Boas Vindas

Encontro das Comunidades Macaenses Macau 2019 – Recepção de Boas Vindas

A primeira atividade oficial do Encontro das Comunidades Macaenses Macau 2019 ocorreu no dia 23 de Novembro de 2019, num sábado, nas dependências do Jardim Infância D. José da Costa Nunes, como já vem acontecendo nos Encontros anteriores. No último Encontro que participei em 2010, o evento foi mais descontraído com apresentação de músicos tanto […]

Rodolfo Ávila no Museu do Grande Prémio de Macau em 2007

Rodolfo Ávila no Museu do Grande Prémio de Macau em 2007

Em 2007, visitei o Museu do Grande Prémio de Macau e lá fiz várias fotos. Nesta postagem, o assunto é o piloto Rodolfo Ávila. Venha conhecê-lo melhor. Publicação e fotografias de/photos by Rogério P D Luz Texto extraído da enciclopédia livre – Wikipédia Rodolfo Freitas Silvério de Abreu Ávila nasceu em Lisboa no dia 19 […]

A estátua Ferreira do Amaral no aniversário da Tomada de Passaleão em 1951

A estátua Ferreira do Amaral no aniversário da Tomada de Passaleão em 1951

A foto da estátua Ferreira do Amaral, em Macau, foi objeto de indagação feita ao autor deste blog por MJ Raydor no Facebook, que queria saber da sua história. Por desconhecê-la, coube ao Carlos Dias dar a resposta abaixo com publicação de uma imagem: “Tratava-se da Comissão Organizadora das comemorações de 102º. aniversário da Tomada […]

%d blogueiros gostam disto: